Mais de 500 idosos usufruem de atividades recreativas em Cordeirópolis

Mais de 500 idosos usufruem de atividades recreativas em Cordeirópolis

Quantas lembranças e experiências que os grupos do Centro de Convivência ao Idoso (CCI) colecionam através das atividades que são oferecidas pela Secretaria da Mulher e Desenvolvimento Social de Cordeirópolis. Entre estas ações, podemos destacar os passeios que são oferecidos de maneira gratuita aos seis grupos da melhor idade.

Em 2019, eles conheceram diversos lugares como a Aparecida do Norte, Jacutinga, Ibitinga, Águas de Lindóia, São Pedro e Águas de São Pedro, Parque Aquático/Olímpia, Monte Sião, Serra Negra, Itu, Arthur Nogueira, Holambra, Campinas, Limeira, Rio Claro, Araras, Barra Bonita e Jaú.

Para a secretária da Mulher e Desenvolvimento Social, Márcia Carron, as oficinas, viagens, participação em campeonatos e eventos fazem parte das boas práticas de políticas públicas voltadas ao atendimento do idoso no município. Ainda segundo ela, são essas atividades que ajudam a preservar a saúde física e mental dos idosos. “Além de conhecerem lugares que a maioria nunca teve a oportunidade de estar, proporcionamos a eles momentos de lazer e descontração”, disse Márcia sobre os passeios que os grupos realizaram em 2019.

Serviço

O Centro de Convivência do Idoso (CCI) visa propagar a mudança de hábito na rotina diária dos idosos, além de oferecer mais qualidade de vida. O CCI é um ambiente que oferece, em horários alternados, aulas de artesanatos, culinária, yoga, Liang Gong, vôlei adaptado, ginástica, oficina de memória, além de participações em jogos amistosos e nos Jogos Regionais do Idoso (JORI).

Para participar, é necessário ter 60 anos ou mais e fazer a inscrição no CCI, na Rua João Paulo Roveda, 639, Jardim São Paulo, telefone: 3546-5860. Atualmente estão inscritos 500 participantes que são divididos em seis grupos. “Este trabalho que seguirá em 2020, tem o objetivo de promover a interação, momentos de descontração, alegria e de motivação para que todos vivam em sua plenitude e permaneçam ativos no meio social”, concluiu a secretária.