Vigilância Sanitária se reúne com comerciantes para esclarecimento de normas da fase vermelha

Vigilância Sanitária se reúne com comerciantes para esclarecimento de normas da fase vermelha

Para orientar e esclarecer dúvidas dos comerciantes após a retomada do município à fase vermelha, a Prefeitura Municipal e a Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Cordeirópolis (ACIAC) realizaram nesta quinta-feira (25) uma reunião com proprietários de comércios considerados não essenciais.

A reunião foi realizada no Centro de Convivência do Idoso (CCI), respeitando o distanciamento mínimo de 2 metros entre os participantes e contou com a participação do prefeito Adinan Ortolan, que fez a abertura do evento, juntamente com o diretor da Vigilância Sanitária, Vanderlei Marangon que explicou como irá proceder a fiscalização ao comércio. Representando a Associação, Ivan Rodrigues, presidente da ACIAC, que articulou perguntas dos comerciantes. Estavam também na ocasião o sargento da Policia Militar Caetano e o diretor municipal de Segurança, Dalton Cais de Carvalho.

De acordo com Marangom, a fiscalização será realizada pela Vigilância Sanitária com apoio da Guarda Municipal e a Polícia Militar, que atuarão em cumprimento do decreto municipal que determina o fechamento do comércio não essencial. “A fiscalização será feita para impedir possíveis aglomerações e o funcionamento irregular de comércios. Em um primeiro momento ocorrerá a orientação e advertência verbal, mas, em casos de um mesmo local não respeitar novamente as normas, o estabelecimento poderá até ser lacrado”, explicou o diretor.

Além de tirar dúvidas, o representante da Vigilância Sanitária lembrou que comércios não essenciais podem funcionar no sistema drive-thru e também delivery, mas seguindo todas as recomendações da Saúde. “No caso de retirada no local, como em bares e lanchonetes, os clientes podem apenas fazer a compra, não sendo permitido o consumo no local. Seguindo todas as orientações, estes comércios poderão funcionar”, disse Vanderlei.

Em apoio aos comerciantes neste momento delicado, Rodrigues destacou as vendas online como fator positivo. “Este é o momento de utilizar as redes sociais para divulgar o negócio e realizar vendas por delivery ou retirada. Com muito esforço, vamos passar por isso”, disse o presidente da ACIAC.